Iniciar sessão
Email Senha
Artigos / Contabilidade

11.04.2017

Contabilidade | Financeira

Maria do Rosário dos Santos

A contabilidade pública em Portugal: atualidade e desafios futuros

Os referenciais de contabilidade pública existentes em Portugal têm sido objeto de debate devido à sua fragmentação e dificuldade de consolidação e controlo do Orçamento de Estado. Este estudo tem por objetivo apresentar um breve percurso pelos referenciais de contabilidade pública existentes atualmente em Portugal e pelas questões que lhe estão subjacentes, nomeadamente o papel da interpretação das contas públicas nas decisões governamentais e na implementação de políticas públicas e a lógica de funcionamento dos referenciais contabilísticos. Desenha-se o futuro da contabilidade pública no âmbito do novo referencial contabilístico, o SNC-AP, e da sua natureza agregadora que procura extinguir a fragmentação atual da contabilidade pública e da sua organização, espelhando o negócio da administração pública através de Normas de Contabilidade Pública (NCP). Finalmente, serão referidos os desafios que se avizinham para a implementação do novo paradigma da Contabilidade Pública.

23.02.2017

Contabilidade | Financeira

Rui Miguel Canha | Tânia Alves de Jesus

Impactos contabilísticos com a transição para as NCRF

Em janeiro de 2010 entrou em vigor um novo modelo de normalização contabilística denominado Sistema de Normalização Contabilística, que revogou o Plano Oficial de Contabilidade.
Na transição do Plano Oficial de Contabilidade para o Sistema de Normalização Contabilística, as entidades prepararam um balanço de abertura de acordo com as Normas Contabilísticas e de Relato Financeiro. Este balanço garantia a comparabilidade das primeiras demonstrações financeiras preparadas e apresentadas em Normas Contabilísticas e de Relato Financeiro.

10.02.2017

Contabilidade | Financeira

Alexandra Domingos | Manuela Duarte | Manuela Sarmento

Desenvolvimento de competências gerais e específicas nos cursos superiores do 1º ciclo de contabilidade: percepção dos estudantes finalistas

Nos últimos anos, todos os cursos superiores em Portugal depararam com alterações significativas relativamente aos anteriores modelos de ensino e os cursos de contabilidade não foram exceção. A adoção do processo de Bolonha implica uma mudança de paradigma educacional que promove sistemas curriculares centrados no estudante, nas aprendizagens ativas e no desenvolvimento de competências. O processo de Bolonha ergueu assim, todo um modelo de aprendizagem, que tem por detrás preocupações ao nível da empregabilidade dos diplomados pelas instituições do ensino superior (IES).

30.01.2017

Contabilidade | Financeira

Carlos Pinho | Lúcia Lima Rodrigues | Maria Anunciação Bastos

Instrumentos financeiros a justo valor: alterações resultantes da crise

Há já alguns anos a esta parte que o justo valor se encontra vertido no normativo Português.
Porém, o Regulamento (CE) n.º 1606/2002 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 19 de julho de 2002 veio, sem dúvida, promover o aumento da sua utilização por parte das entidades. Esse regulamento estipulou a obrigatoriedade de aplicação das Normas Internacionais de Contabilidade/Normas Internacionais de Relato Financeiro (IAS/IFRS) em vigor na União Europeia (UE) e respetivas interpretações a partir de 01/01/2005, a todas as sociedades dos Estados Membros da UE com valores mobiliários admitidos à negociação num mercado regulamentado, na elaboração das suas contas consolidadas, e grande parte dessas IAS/IFRS já contemplavam a utilização do justo valor como base de mensuração para diferentes elementos das demonstrações financeiras.

16.11.2016

Contabilidade | Analítica

Ana Bela Teixeira

A contabilidade de gestão no SNC-AP - Uma proposta de implementação

A gestão eficiente, eficaz e com qualidade preconizada no Sistema de Normalização Contabilística para as Administrações Públicas, passa obrigatoriamente pela informação obtida no sistema de contabilidade de gestão e não é a sua obrigatoriedade, mas a possibilidade de apoiar a gestão e tomar medidas corretivas, nos processos ou nas diferentes fases de formação dos custos, que impõe a sua implementação adequadamente.

Pesquisa Rápida
Autores

Maria do Rosário dos Santos

Doutoranda em Políticas Públicas no ISCTE-IUL, licenciada em Organização e Gestão de Empresas e mestre em Ciências do Trabalho e Relações Laborais, Contabilista Certificada e Investigadora em Políticas Públicas na Universidade NOVA IMS, no Projeto Exploratório da FCT IF/00827/2013/CP1169/CT0001 Governance Models and the Delivery of Public Services: Political Influence and Corporate Performance.

Newsletters