Iniciar sessão
Email Senha
Artigos / Toda a matéria

09.03.2017

Finanças

Carlos Jeremias Pinto | Paula Gomes dos Santos

Estudo comparativo dos regimes financeiros das autarquias locais (LFL2007 vs RFALEI) e implicações na sua capacidade de endividamento

O novo regime financeiro das autarquias locais e das entidades intermunicipais (RFALEI), aprovado pela Lei n.º 73/2013, de 3 de setembro, entrou em vigor a 1 de janeiro de 2014 e revogou a Lei das Finanças Locais (LFL2007), Lei n.º 2/2007, de 15 de janeiro, introduzindo alterações ao nível do apuramento do endividamento municipal.
A presente investigação pretendeu identificar e compreender as principais alterações introduzidas pelo novo RFALEI face à LFL2007 e estudar em que medida estas transformações poderão afetar o acesso dos municípios ao endividamento.

23.02.2017

Contabilidade | Financeira

Rui Miguel Canha | Tânia Alves de Jesus

Impactos contabilísticos com a transição para as NCRF

Em janeiro de 2010 entrou em vigor um novo modelo de normalização contabilística denominado Sistema de Normalização Contabilística, que revogou o Plano Oficial de Contabilidade.
Na transição do Plano Oficial de Contabilidade para o Sistema de Normalização Contabilística, as entidades prepararam um balanço de abertura de acordo com as Normas Contabilísticas e de Relato Financeiro. Este balanço garantia a comparabilidade das primeiras demonstrações financeiras preparadas e apresentadas em Normas Contabilísticas e de Relato Financeiro.

10.02.2017

Contabilidade | Financeira

Alexandra Domingos | Manuela Duarte | Manuela Sarmento

Desenvolvimento de competências gerais e específicas nos cursos superiores do 1º ciclo de contabilidade: percepção dos estudantes finalistas

Nos últimos anos, todos os cursos superiores em Portugal depararam com alterações significativas relativamente aos anteriores modelos de ensino e os cursos de contabilidade não foram exceção. A adoção do processo de Bolonha implica uma mudança de paradigma educacional que promove sistemas curriculares centrados no estudante, nas aprendizagens ativas e no desenvolvimento de competências. O processo de Bolonha ergueu assim, todo um modelo de aprendizagem, que tem por detrás preocupações ao nível da empregabilidade dos diplomados pelas instituições do ensino superior (IES).

30.01.2017

Contabilidade | Financeira

Carlos Pinho | Lúcia Lima Rodrigues | Maria Anunciação Bastos

Instrumentos financeiros a justo valor: alterações resultantes da crise

Há já alguns anos a esta parte que o justo valor se encontra vertido no normativo Português.
Porém, o Regulamento (CE) n.º 1606/2002 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 19 de julho de 2002 veio, sem dúvida, promover o aumento da sua utilização por parte das entidades. Esse regulamento estipulou a obrigatoriedade de aplicação das Normas Internacionais de Contabilidade/Normas Internacionais de Relato Financeiro (IAS/IFRS) em vigor na União Europeia (UE) e respetivas interpretações a partir de 01/01/2005, a todas as sociedades dos Estados Membros da UE com valores mobiliários admitidos à negociação num mercado regulamentado, na elaboração das suas contas consolidadas, e grande parte dessas IAS/IFRS já contemplavam a utilização do justo valor como base de mensuração para diferentes elementos das demonstrações financeiras.

21.12.2016

Gestão

Bruno Miranda Alves Pereira

Já ouvimos falar sobre... VIII - "Centro de serviços partilhados"

Os serviços partilhados resultam de uma estratégia colaborativa que visa a otimização dos recursos humanos, capital, tempo e outros recursos corporativos, concentrando numa nova unidade de negócio (semi)-autónoma, designada para promover a eficiência, inovar, criar valor, reduzir custos e prestar serviços de excelência a toda a organização.